sábado, 27 de novembro de 2010

Guia Bibliográfico para Exegese do Novo Testamento

Guia Bibliográfico para Exegese do Novo Testamento
por
Pr. Isaías Lobão Pereira Júnior


Este pequeno guia tem como objetivo, apresentar ao estudante orientação bibliográfica para o estudo exegético do Novo Testamento. Sabemos que o teólogo brasileiro tem que adquirir seus livros, visto ser difícil encontrar em bibliotecas todos os títulos que ele precisa para o bom estudo.
Eu dei prioridade para os títulos publicados em português. Os estudantes que dominam outras línguas podem encontrar guias semelhantes a este, com as devidas referências. Porém, como ainda não somos pródigos em publicações exegéticas, em alguns casos, tive que me reportar a títulos em outras línguas.
A disposição dos títulos deste guia, segue a estrutura de uma importante obra norte-americana [1], de autoria do Dr. David M. Scholer, publicado pela primeira vez em 1970, na época, professor do departamento de Novo Testamento do Seminário Teológico Gordon-Conwell.
Dei preferência a títulos de orientação evangélica conservadora, que defendem a metodologia exegética histórico-gramatical. No entanto, tive que me reportar a títulos que seguem a metodologia histórico-crítica. O estudante deve tomar cuidado com algumas conclusões destes títulos, que geralmente enfraquecem a autoridade do texto bíblico.

Textos do Novo Testamento
ALAND, Kurt e Barbara. KARAVIDOUPUOLOS, Johannes. MARTINI, Carlo M. and METZGER, Bruce M. (eds.) in cooperation with the Institute for New Testament Textual Research, Münster/Westphalia. The Greek New Testament, Fourth Revised Edition. Stuttgart: United Bible Society. 1993. Availabe bound together with NEWMAN Jr, Barclay M., A Concise Greek-English Dictionary of the New Testament. London: United Bible Societies, 1971. Existe uma versão que traz uma introdução e um dicionário em espanhol, preparado por Elza Tamez e Irene Foulkes.
FRIBERG, Barbara & FRIBERG, Timothy. O Novo Testamento Grego Analítico. Introdução e Apêndice traduzidos do inglês por Adiel Almeida de Oliveira. São Paulo: Vida Nova, 1987.
NESTLE, E. & ALAND, K.(eds) Novum Testamentum Graece (27th ed.) Stuttgart: Deutsche Bibelgesellschaft, 1993.
SAYÃO, Luiz (org.) Novo Testamento Trilíngue. São Paulo: Vida Nova, 1998.
LUZ, Waldyr Carvalho (org.) Novo Testamento Interlinear. São Paulo: Cultura Cristã, 2004.
SCHOLZ, Vilson & BRATCHER, Robert. (org). Novo Testamento Interlinear Grego - Português. Incluindo o texto da tradução de João Ferreira de Almeida, Revista e Atualizada no Brasil, segunda edição e da Nova Tradução na Linguagem de Hoje. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 2004.

Princípios de Crítica Textual
BITTENCOURT, Benedito de Paula. O Novo Testamento: Metodologia de Pesquisa Textual. 3a ed. Revista Atualizada e Ampliada. Rio de Janeiro: JUERP, 1993.
METZGER, Bruce M. A Textual Commentary on the Greek New Testament. A Companion Volume to the United Bible Societies’ Greek New Testament (Fourth Revised Edition) Second Edition. Stuttgart: Deutsche Bibelgesellschaft & United Bible Societies, 1994.
PAROSCHI, Wilson. Crítica Textual do Novo Testamento. 2a edição corrigida. São Paulo: Vida Nova, 1999.

Concordâncias do Novo Testamento
Concordância Fiel do Novo Testamento Grego. (2 vol) Vol 1, Grego-Português; Vol 2, Português-Grego. São José dos Campos: Fiel, 1995 e 1998.
Concordância Bíblica, Barueri: SBB, 1973. (Baseada na Tradução de Almeida Revista e Atualizada)

Obras de Referência
COMFORT, Philip Wesley. (ed). A Origem da Bíblia. Trad. Luís Aron de Macedo. Rio de Janeiro: CPAD, 1998.
DOCKERY, David S. (ed). Manual Bíblico Vida Nova. Trad. Lucy Yamakami, Hans Udo Fuchs, Robinson Malkomes. São Paulo: Vida Nova, 2001.
DOUGLAS, J.D. (org) O Novo Dicionário da Bíblia. Trad. João Marques Bentes. 2a ed. São Paulo: Vida Nova, 1995,1680p.

Auxílios Léxicos do Novo Testamento Grego
GINGRICH, F. Wilbur & DANKER, Frederick W. Léxico do Novo Testamento Grego/Português. Trad. Júlio Paulo Tavares Zabatiero. São Paulo: Vida Nova, 1984. Reimpresso, 2003.
CARDOSO PINTO, Carlos Osvaldo & METZGER, Bruce M. Estudos do Vocabulário do Novo Testamento. 2a divisão traduzida do inglês por Fabiani S. Medeiros. São Paulo: Vida Nova, 1996. obs: Esta obra foi incorporada a outra semelhante sobre o Antigo Testamento e agora é editada como Pequeno Dicionário de Línguas Bíblicas.
RIENECKER, Fritz & ROGERS, Cleon. Chave Linguítica do Novo Testamento Grego. Trad. Gordon Chown e Júlio Paulo Tavares Zabatiero. São Paulo: Vida Nova, 1985. Reimpresso em 1996.

Estrutura Literária do Novo Testamento
BERGER, Klaus. As Formas Literárias do Novo Testamento. Trad. Fredericus Antonius Stein. São Paulo: Loyola, 1998.
CARDOSO PINTO, Carlos Osvaldo. Fundamentos para Exegese do Novo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 2002.

Estudos de Palavras e Termos Teológicos Importantes
BARCLAY, William. Palavras Chaves do Novo Testamento. São Paulo, Vida Nova, 1985. reimpressão, 2003.
BROWN, Colin & COENEN Lothar. (orgs.); trad. Gordon Chown. 2a ed. Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento. (2 vol) São Paulo: Vida Nova, 2000.
PACKER, James I. Os Vocábulos de Deus. São José dos Campos: Fiel, 1995.
VINE, W.E., UNGER Merril F., WHITE Jr, Willian. Dicionário Vine: O Significado Exegético das Palavras do Antigo e do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2002.

Gramáticas do Novo Testamento Grego

DOBSON, John H. Trad. Lucian Benigno. Aprenda o Grego do Novo Testamento. 4a edição. Rio de Janeiro: CPAD, 1997.
FEITOSA, Darlyson. Elementos de Grego. Brasília: Edição do Autor, 1993.
GREENLEE, J. Harold. Gramática Exegética Abreviada do Grego Neotestamentário. Rio de Janeiro: JUERP, 1973.
LUZ, Waldyr Carvalho. Manual da Língua Grega. (3 vol) São Paulo: Cultura Cristã, 1992.
MACHEN, John Gresham. O Novo Testamento Grego para Iniciantes. Trad. Antônio Victorino. São Paulo: Hagnos, 2004.
REGA, Lourenço Stelio & BERGMANN, Johannes. Noções do Grego Bíblico: Gramática Fundamental. São Paulo: Vida Nova, 2004.
SCHALKWIJK, Frans Leonard. Coinê: Pequena Gramática do Grego Neotestamentário. Patrocínio: CIEBEL, 1975.
TAYLOR, William Carey. Introdução ao Estudo do Novo Testamento Grego. São Paulo: Batista Regular, 2001.
LASOR, William Sanford trad. Rubens Paes. Gramática Sintática do Grego do Novo Testamento, 2a. Edição, 1998. São Paulo:Vida Nova, reimpressão 2002.

Hermenêutica do Novo Testamento

BEEKMAN, John & CALLOW, John. A Arte de Interpretar e Comunicar a Palavra Escrita: Técnicas de Tradução da Bíblia, São Paulo: Vida Nova, 1992.
BENTHO, Esdras Costa. Hermenêutica Fácil e Descomplicada. Rio de Janeiro: CPAD, 2002.
BERKHOF, Louis. Princípios de Interpretação Bíblica. São Paulo: Cultura Cristã, 2002.
BOST, Bryan Jay & PESTANA, Álvaro César. Do Texto À Paráfrase: Como Estudar a Bíblia. São Paulo: Vida Cristã, 1992.
BRUGGEN, Jakob Van. Para Ler a Bíblia. São Paulo: Cultura Cristã, 2001.
CARSON, Donald A. A Exegese e suas Falácias - Perigos de Interpretação Bíblica. Trad. Valéria Fontana. São Paulo: Vida Nova, 1999.
DYCK, Elmer (org.) Ouvindo a Deus: Uma abordagem Multidisciplinar da Leitura Bíblica. Trad. Gordon Chown. São Paulo: Shedd, 2001
LOPES, Augustus Nicodemos. A Bíblia e seus Intérpretes. São Paulo: Cultura Cristã, 2004.
FEE, Gordon D. & STUART, Douglas. Entendes o que lês? Um guia para entender a Bíblia com o auxilio da Exegese e da Hermenêutica, Apêndice de MÜLLER, Ênio Ronald. O Método Histórico-Crítico – Uma Avaliação. São Paulo: Vida Nova, 1998.
SILVA, Moisés & KAISER, Walter. Introdução à Hermenêutica Bíblica. São Paulo: Cultura Cristã, 2002.
VINKLER, Henry A. Hermenêutica Avançada. Princípios e Processos de Interpretação Bíblica. Trad. Luiz Aparecido Caruso. 8a. impressão Editora Vida. São Paulo, SP.1998
WEGNER, Uwe. Exegese do Novo Testamento: Manual de Metodologia, São Leopoldo & São Paulo: Sinodal & Paulus, 1998.

Novo Testamento: Introdução e Teologia

BRUCE, Frederick Fye. Merece Confiança o Novo Testamento? São Paulo: Vida Nova, reimpressão, 2004.
BRUCE, Frederick. Fye Paulo, O Apóstolo da Graça - Sua Vida, Cartas e Teologia. Trad. Hasn Udo Fuchs. São Paulo Shedd, 2003.
LADD, George Eldon. Teologia do Novo Testamento. São Paulo: Hagnos, 2003.
HÖRSTER, Gerhard. Introdução e Síntese do Novo Testamento. Curitiba: Esperança, 1996.
MORRIS, Leon. Teologia do Novo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 2003.

Panorama do Mundo do Novo Testamento

BAILEY, Kenneth E. As Parábolas de Lucas. A Poesia e o Camponês: Uma Análise lieterária-cultural. Trad. Adiel Almeida de Oliveira. 3a Ed. São Paulo: Vida Nova, 1995.

COOK, Randall. Jerusalém nos Dias de Jesus. São Paulo: Vida Nova.
COLEMAN, William, Manual dos Tempos e Costumes Bíblicos. Venda Nova: Betânia, 1998.
CULLMANN, Oscar. Cristo e o Tempo: Tempo e História no Cristianismo Primitivo. Trad. Daniel Costa. São Paulo: Custom, 2003.
CURRID, John D. Arqueologia nas Terras Bíblicas. São Paulo: Cultura Cristã, 2004
DANA, H.E. Mundo do Novo Testamento. 4ª Ed. Rio de Janeiro: JUERP. 1990
DANIEL-ROPS, Henry. A Vida Diária nos Tempos de Jesus, São Paulo: Vida Nova, 1983.
DOWLEY, Tim. Atlas Vida Nova da Bíblia e da História do Cristianismo. São Paulo: Vida Nova, 1998.
GOWER, Ralph. Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos. Trad. Neyd Siqueira. Rio de Janeiro: CPAD, 2002.
KEENER, Craig S. Comentário Bíblico Atos: Novo Testamento. São Paulo: Atos, 2004.
MILLARD, Alan. Descobertas dos Tempos Bíblicos. São Paulo: Vida, 1999.
SKARSAUNE, Oskar. À Sobra do Templo: As Influências do Judaísmo no Cristianismo Primitivo. Trad. Antivan Guimarães Mendes. São Paulo: Vida, 2004.
ORRÚ, Gervásio F. Os Manuscritos de Qumran e o Novo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 1993.
PACKER, James I. & TENNEY, Merril C. & WHITE Jr, Willian. Vida Cotidiana nos Tempos Bíblicos. São Paulo: Editora Vida, 1984.
PACKER, James I. & TENNEY, Merril C. & WHITE Jr, Willian. O Mundo do Novo Testamento. São Paulo: Editora Vida, 1988.

Comentários do Novo Testamento

Série Cultura Bíblica, Edições Vida Nova. Os comentários desta série têm como característica principal ser mais exegéticos do que homiléticos. As observações são mais de teor acadêmico do que devocional. Cada comentário consta de duas partes: uma introdução que situa o livro bíblico no espaço e no tempo. Nesta parte o autor trata as questões críticas quanto ao livro e ao texto. Examina as questões de destinatários, data e lugar de composição, autoria, bem como ocasião e propósito. A segunda parte é um estudo profundo do texto à partir dos grandes temas do próprio livro. Analisa o texto do livro seção por seção. É dada atenção especial às palavras chaves e à partir delas, o comentador procura compreender e interpretar o próprio texto.
Inicialmente esta série foi baseada em traduções da prestigiada Tyndale New Testament Commentaries, editada pela Inter-Varsity Press, que reuniu os melhores peritos evangélicos, a maioria de origem britânica. Depois foi sendo ampliada para incluir livros de autores nacionais ou com experiência no Brasil, como o comentário de I Pedro de Ênio Ronald Müller, luterano e o comentário de Marcos, de Dewey Mullholand, batista.
Originalmente a série Tyndale trazia o comentário do Apocalipse de Leon Morris, que é amilenista, mas foi trocado pelo de George Ladd, que é Pré-Milenista Histórico.

A Bíblia Fala hoje. ABU Editora. Uma série de exposições bíblicas, que se caracterizam por um triplo objetivo: Expor o texto bíblico acuradamente, relacioná-lo com a vida contemporânea e proporcionar uma leitura agradável. Os comentários do Novo Testamento foram editados pelo Dr. John Stott, conhecido erudito anglicano. Creio que os comentários desta série são os que melhores podem ser aplicados para a pregação cotidiana, serviço, por vezes, árduo dos ministros do evangelho.

Novo Comentário Bíblico Contemporâneo. Editora Vida. Tradução em português da importante série de comentários, Good News Commentary. Originalmente baseados no texto da New International Version, foram adaptados para a Edição Contemporânea de Almeida. A ECA é arranjo dos editores para o texto tricentenário de Almeida, academicamente fraca, não trouxe muitas novidades léxicas ou exegéticas, mesmo assim, foi bastante difundida através da Bíblia de Estudo Thompson.
Contudo, os comentários desta série são precisos e atualizados, representam uma seleção dos melhores estudiosos evangélicos modernos, como F.F. Bruce, Larry Hurtado, Gordon D. Fee, entre outros. Merecem ser conferidos.

Comentário Esperança. Editora Evangélica Esperança. Uma série de comentários do Novo Testamento, publicada originalmente na Alemanha, por biblistas competentes que seguem uma orientação conservadora. Publicada no Brasil pelos membros pietistas da Igreja Luterana. Os autores comentam o texto bíblico dentro de seu contexto histórico, geográfico e exegético.

Em Diálogo com a Bíblia. Encontro Publicações e Missão Editora. Série editada no Brasil, por um grupo de teólogos, de diferentes confissões evangélicas, que buscou comentar todos os livros da Bíblia. Infelizmente a série foi interrompida.
São comentários exegeticamente precisos e relacionados com a realidade eclesiástica brasileira. Muitos dos autores desta série são membros da Fraternidade Teológica Latino-Americana (FTL) com longa experiência na docência teológica e no pastoreio de diversas igrejas.
Dois pontos de destaque desta série: Embora utilizem as principais versões bíblicas em português, a tradução dos textos bíblicos, na sua maioria, é dos próprios autores do comentário. Em segundo lugar, todos os autores apresentam ao final de sua obra, uma revisão bibliográfica sobre o livro por ele comentado.

Novo Comentário da Bíblia. Edições Vida Nova. Editor responsável: Francis Davidson. Editor responsável em português: Russell P. Shedd, Um best-seller. Desde sua 1.ª edição em 1963, tem sido um recordista de vendas, com mais de 100 mil exemplares vendidos. Obra conhecida em grande parte do mundo, pois, além da tradução brasileira, há traduções em japonês, árabe e chinês, entre outras.
Elaborado para elucidar verdades muitas vezes obscurecidas pela falta de recursos para pesquisa do texto bíblico. Um guia sério, que comenta parágrafo por parágrafo todos os livros do Antigo e do Novo Testamento. Cada livro da Bíblia é tratado separadamente, mediante uma introdução, uma análise do conteúdo e o comentário do texto propriamente dito.
Há ainda vários textos gerais sobre a autoridade das Escrituras, sobre a história de Israel e sobre a cronologia da Bíblia. A apresentação segue os principais títulos empregados na divisão do texto bíblico, bem como os subtítulos, quando necessário. Esse esquema não só ajudará o leitor a estudar cada livro como um todo, mas servirá também de índice útil para o próprio comentário. Foi organizado com o auxílio de conhecidos estudiosos evangélicos, como F.F. Bruce, James Packer, Ernest F. Kevan, Ph.D. pela Universidade de Londres e ex-reitor do London Bible College, da Inglaterra, entre outros. Inicialmente foi editado em 3 volumes, porém, hoje em dia, pode ser encontrado em um volume, o que facilita o manuseio e reduz consideravelmente o preço.


Comentário do Novo Testamento. Editora Cultura Cristã. William Hendriksen e Simon Kistemaster. Esta série de comentários do Novo Testamento foi produzida para satisfazer uma exigência generalizada entre estudantes sérios da Bíblia, os quais desejavam um tratamento novo e atualizado do texto que combinasse fé irrestrita em sua inspiração divina, em sua fidelidade histórica. Hendriksen foi professor no Calvin Theological Seminary, nos EUA. Seu projeto era de comentar todos os livros do Novo Testamento, mas com sua morte, este encargo foi repassado para o Dr. Simon Kistemaker, que continuou dentro da mesma perspectiva.
Os pontos característicos desta série são: Introdução completa acerca de assuntos tais como data, autoria e outros problemas concernentes a crítica textual. Cada seção do comentário é precedida pela própria tradução que o autor faz do texto bíblico, cuidadosamente vertida para o português. O texto segue a linha teológica reformada.

NOTAS:
[1] - SCHOLER, David M. A Basic Bibliographic Guide for New Testament Exegesis. Second Edition. William B. Eerdmans Publishing Company. Grand Rapids, 1973.
________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário